Como o consumismo afeta o meio ambiente?

2901
Basil Manning

O consumismo afeta o meio ambiente negativamente de várias maneiras, como por meio da geração de resíduos. Por outro lado, a obtenção de matéria-prima para a fabricação de muitos dos produtos consumidos causa um grande impacto ambiental..

Consumir algo implica gastá-lo e, eventualmente, acabar com ele, e o que é gasto deve ser reposto de alguma forma. Nesse sentido, ao substituir um bem, são necessários os materiais e a energia necessários para voltar a produzir o que foi consumido..

Consumismo alimentar. Fonte: Original: lyzadangerDerivative work: Diliff [CC BY-SA 2.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0)]

Nem todas as formas de consumo nas sociedades humanas têm um efeito ambiental negativo. Por exemplo, formas de consumo de subsistência ou baseadas no consumo racional e sustentável causam impactos mínimos..

Porém, quando o consumo se torna um fim em si mesmo, ele se torna consumismo. Este último pode ser definido como o consumo exagerado de produtos e serviços sem que haja uma necessidade real.

O consumismo produz uma espiral de consumo que exige maior produção de bens, o que implica um maior consumo de matérias-primas e energia. Desta forma, é promovido um ciclo de extração de matéria e energia, transformação, distribuição e comercialização de bens e serviços que afetam o meio ambiente..

Em cada uma das fases desse ciclo, são produzidos resíduos que vão para o meio ambiente ou a estrutura dos ecossistemas naturais é alterada. Entre outros efeitos, podemos citar os produzidos pela agricultura intensiva, e as indústrias de moda, automotiva e eletroeletrônica..

Se o aumento exponencial do consumismo exacerbado continuar, a deterioração ambiental se aprofundará com graves consequências para a vida no planeta..

Índice do artigo

  • 1 processo de consumo
    • 1.1 - Consumo de subsistência
    • 1.2 - Consumo sustentável
    • 1.3 - Sociedade consumidora
    • 1.4 - Consumismo
    • 1.5 - Da produção ao consumo
  • 2 Efeitos do consumismo no meio ambiente
    • 2.1 - Impacto do consumo de alimentos
    • 2.2 - Impacto do consumo de roupas e acessórios
    • 2.3 - Impacto do consumo do veículo
    • 2.4 - Impacto do consumo de eletrodomésticos
    • 2.5 - Impacto do consumo de informação
    • 2.6 - Impacto do consumo de energia
    • 2.7 - Impacto do consumo de plásticos
    • 2.8 - Impacto do consumo de minerais
    • 2.9 - Impacto associado à promoção do consumo
  • 3 referências

Processo de consumo

Consumismo eletrônico. Fonte: Thomas Springer [CC0]

Consumir é gastar total ou parcialmente. Todas as sociedades humanas consomem diferentes bens e serviços. Isso inclui alimentos, bebidas, roupas ou implementos que atendam a diferentes necessidades..

-Consumo de subsistência

Existem sociedades indígenas tribais em lugares como a Amazônia que realizam o consumo de subsistência em equilíbrio relativo com seu meio ambiente. Esse tipo de consumo gera um impacto mínimo ao meio ambiente, pois apenas extrai e produz o necessário para sobreviver..

Da mesma forma, muitas comunidades camponesas realizam uma agricultura tradicional de baixo impacto ambiental. Isso se deve ao fato de cultivarem pequenas áreas e com baixo uso de agroquímicos..

-Consumo sustentável

Essa abordagem está vinculada ao conceito de desenvolvimento sustentável, que promove o consumo a partir do atendimento das necessidades básicas. Trata-se de garantir uma boa qualidade de vida e minimizar os impactos ao meio ambiente..

-Sociedade de consumo

A sociedade moderna converteu o consumo de meio em fim em si mesma, e o sistema econômico atual incentiva o consumismo. Este modelo requer para seu funcionamento uma produção exponencial de bens e serviços, superando as necessidades fundamentais..

-Consumismo

Banner sobre consumismo. Fonte: Nenhum autor legível por máquina fornecido. Antiedipo assumido (com base em reivindicações de direitos autorais). [CC BY-SA 3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/)]

Consumismo é a tendência de consumir além do racionalmente necessário, sendo uma distorção do consumo. O sistema emprega várias estratégias para impulsionar o consumismo, como obsolescência planejada, obsolescência percebida, publicidade e marketing..

Na obsolescência planejada, os objetos são projetados com uma vida útil expressamente curta para forçar a substituição rápida. Enquanto na obsolescência percebida é induzido a pensar que o objeto deve ser substituído, apesar do fato de ainda estar funcional.

Todas essas estratégias de estímulo exagerado ao consumo levam a uma maior produção de resíduos. Esses resíduos acabam se acumulando de diferentes maneiras e causando um forte impacto ambiental..

-Da produção ao consumo

Demanda

Graças a melhorias na produção, distribuição e comercialização de medicamentos, saúde e alimentos, a humanidade aumentou sua taxa de crescimento populacional. Isso resultou em uma maior demanda por bens e serviços e, portanto, maior consumo..

Assim, uma população em crescimento requer mais alimentos, roupas, moradia e bens em geral, o que produz um impacto ambiental crescente..

Produção, distribuição e comercialização

O que é consumido deve ser reposto, o que requer um maior aproveitamento de matéria-prima e energia. A obtenção desses recursos implica uma intervenção no meio ambiente.

Segundo o International Resource Panel, a quantidade de matéria-prima extraída do planeta triplicou entre 1970 e 2010. Durante 2010, foram atingidos os 70 bilhões de toneladas demandados principalmente pelos países ricos..

Da mesma forma, a distribuição e comercialização dos produtos representam uma fonte adicional de alteração ambiental. Entre outros, o transporte de mercadorias e a movimentação de consumidores produzem grande emissão de gases poluentes.

Desperdício

Os processos de transformação da produção implicam na geração de resíduos, o que causa um impacto ambiental. Além disso, o consumo leva à produção de resíduos que levam ao meio ambiente.

Por outro lado, uma grande quantidade de resíduos é produzida no processo de transformação das matérias-primas. Estima-se que cerca de 2 bilhões de toneladas de resíduos sejam produzidos anualmente nesse processo no mundo.

Efeitos do consumismo no meio ambiente

-Impacto do consumo de alimentos

agricultura

As demandas de consumo de alimentos para uma população crescente quando terras finitas estão disponíveis, força o desenvolvimento da agricultura intensiva. Esse tipo de agricultura exige o uso de uma grande quantidade de insumos como fertilizantes, pesticidas, combustíveis e máquinas..

Uma das maiores fontes de poluição ambiental são os resíduos de fertilizantes e agroquímicos. Eles são arrastados para corpos d'água subterrâneos e superficiais e causam poluição..

Pecuária

A pecuária em grande escala para atender à crescente demanda por carne, especialmente para multinacionais de fast food, é outra fonte de contaminação. Os efluentes dos sistemas de produção carregam uma grande quantidade de matéria orgânica, detergentes e outros compostos.

Da mesma forma, outro fator poluente na pecuária é a geração do gás metano, um dos chamados gases de efeito estufa. Foi determinado que os rebanhos mundiais geram cerca de 115 milhões de toneladas de gás metano por ano.

Uma das principais causas do desmatamento na Amazônia brasileira é a expansão das terras para a pecuária e o cultivo da soja..

Pesca e caça marítima

O consumo de peixes e outros produtos do mar aumenta a cada ano, o que favorece o aumento da pesca industrial. O uso de certas técnicas de pesca é particularmente prejudicial à vida marinha, como a pesca de arrasto.

Este tipo de pesca extrai todo o tipo de espécies marinhas, sejam elas comerciais ou não. Mais de 90 milhões de toneladas de pescarias de captura são consumidas anualmente, portanto, as reservas deste recurso estão se esgotando.

Segundo a FAO, 17% das espécies controladas já estão em fase de sobreexploração. Um caso especial é a caça às baleias no Japão, onde essa prática é considerada parte de seu patrimônio cultural..

Embora o consumo de carne de baleia tenha diminuído de 200.000 toneladas em 1960 para 5.000 toneladas em 2019, a caça continua graças aos subsídios do governo.

-Impacto do consumo de roupas e acessórios

Consumismo na moda. Fonte: Peter Duhon da cidade de Nova York, EUA [CC BY 2.0 (https://creativecommons.org/licenses/by/2.0)]

A indústria da moda é um dos paradigmas do consumismo. Roupas, calçados e acessórios estão sendo substituídos em taxas aceleradas, sem que haja uma necessidade funcional deles.

De acordo com a Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa (UNECE), os consumidores compram mais roupas a cada ano. No entanto, cada produto guarda a metade do tempo e até cerca de 40% nunca são usados..

Esse padrão de consumo gera grandes quantidades de resíduos que vão parar em aterros sanitários do planeta. Além disso, a ONU indica que a indústria da moda é a segunda maior consumidora de água do mundo e produz 20% do esgoto.

Produção de algodão

A indústria têxtil que produz os bens que alimentam a moda é uma das mais poluentes que existe. O algodão é a fibra natural mais consumida por esta indústria e é altamente exigente em agroquímicos.

Estima-se que a produção mundial de algodão aproveite um quarto de todos os inseticidas consumidos no planeta.

Processamento de fibra

O processamento de fibras na indústria têxtil gera efluentes altamente poluentes. Substâncias tóxicas usadas em tingimento, estamparia e acabamento chegam aos cursos d'água sem tratamento.

Por outro lado, quando as fibras sintéticas são produzidas, cerca de 500.000 Tn3 de microfibras plásticas são jogadas fora durante a lavagem. A maioria dessas microfibras acaba nos oceanos e 85% dos têxteis são incinerados ou depositados em aterros..

-Impacto do consumo do veículo

Resíduos da indústria automobilística. Fonte: TUBS [CC BY-SA 3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/)]

A sociedade moderna viaja fundamentalmente em veículos motorizados que, além de sua funcionalidade, são um símbolo de status. Portanto, o número de veículos que circulam no planeta não para de crescer..

Produção e descarte

A produção de um veículo consome enormes quantidades de matéria-prima e energia. Além disso, a taxa média de substituição de um carro particular em países com alto e médio poder aquisitivo é a cada 4 ou 5 anos.

Atualmente, existem mais de 1 bilhão de carros no mundo e esse número está crescendo a cada ano. Da mesma forma, os três principais produtores (China, EUA e Japão) fabricam mais de 50 milhões de unidades por ano..

Por outro lado, os veículos descartados acabam em ferros-velhos ou depósitos de sucata em um tempo relativamente curto..

Funcionamento

O maior impacto negativo ao meio ambiente causado pelos automóveis vem de sua operação com motor a gasolina ou diesel. A queima desses combustíveis é uma das principais causas das emissões de gases de efeito estufa e outros compostos tóxicos.

O principal composto emitido é o CO2, mas metais pesados ​​também são liberados no meio ambiente. Dessa forma, em um ano a operação de automóveis em todo o mundo produz 1.730.000 Toneladas de CO2.

Outros compostos perigosos produzidos na combustão do diesel ou da gasolina são os óxidos de nitrogênio (NOx), precursores da chuva ácida.

-Impacto do consumo de eletrodomésticos

Na busca permanente de tornar a vida mais confortável, o ser humano inventou todos os tipos de artefatos. Periodicamente, esses dispositivos devem ser reparados ou substituídos e geram uma grande quantidade de resíduos.

Segundo relatório da ONU, só em 2018, cerca de 50 milhões de toneladas de aparelhos elétricos foram descartados no mundo. Além disso, de todos os eletrodomésticos produzidos, apenas 20% são reciclados.

-Impacto do consumo de informação

Depósito tecnológico de Agbogbloshie (Gana). Fonte: Marlenenapoli [CC0]

A transmissão de informações na sociedade moderna é realizada por diversos aparelhos eletrônicos de uso massivo. Entre estes, o mais utilizado é o telemóvel ou telemóvel..

O consumo de telefones celulares vem crescendo devido à maior demanda e à alta taxa de reposição, principalmente em países desenvolvidos. Programas e aplicativos mudam, tornam-se mais exigentes em termos de memória e exigem a compra de um novo dispositivo.

Nesse sentido, apenas nos Estados Unidos durante 2008 9 milhões de telefones celulares foram descartados.

-Impacto do consumo de energia

A sociedade moderna se move com base no consumo de combustíveis fósseis, gerando forte impacto ambiental. O consumo de outras fontes de energia, como a nuclear, também pode causar sérios danos ao meio ambiente.

O fenômeno do aquecimento global é causado pelo acúmulo dos chamados gases de efeito estufa. Dentre estes, o mais importante é o CO2, gerado em maior proporção pela queima de carvão, petróleo e seus derivados.

Além disso, a extração de petróleo para suprir o consumo acarreta sérios problemas ambientais, desde a extração até o transporte..

-Impacto do consumo de plásticos

Acúmulo de plástico em uma praia na Tanzânia. Fonte: Loranchet [CC BY 3.0 (https://creativecommons.org/licenses/by/3.0)]

A maior parte do plástico é produzida a partir do petróleo, que é um material não biodegradável. Hoje é usado em muitos tipos de objetos, desde brinquedos a carros, naves espaciais.

Porém, seu maior consumo é como recipiente para alimentos e bebidas, que são descartados rapidamente. Esses resíduos são duradouros e podem continuar poluindo o meio ambiente por centenas de anos..

Atualmente, mais de 270 milhões de toneladas de plástico são consumidas anualmente e praticamente a totalidade vira lixo. Em 2010, a quantidade de plástico depositada nas costas do planeta era estimada em quase 100 milhões de toneladas.

Muito desse plástico polui os oceanos e forma grandes ilhas como as detectadas no Pacífico, Índico e Atlântico..

-Impacto do consumo de minerais

O consumo de minerais para a produção tem sido fonte de graves impactos ambientais ao longo da história. Por estarem no subsolo não é possível obter esses minerais, eles estão alterando drasticamente o meio ambiente..

Para sua extração, a cobertura vegetal é removida e o solo é alterado e também produz uma grande quantidade de resíduos sólidos e líquidos altamente poluentes..

Mineração de ouro

Um dos exemplos mais claros de danos na mineração é a mineração de ouro a céu aberto. A produção anual de ouro em todo o mundo é superior a 3.000 toneladas, portanto, estima-se que suas reservas logo se esgotarão.

Nas minas de ouro, a camada superficial do solo é completamente removida em grandes áreas, a terra é minada e o material é pulverizado. Além disso, produtos químicos altamente tóxicos, como mercúrio e arsênico, são usados ​​para separar o mineral..

A poluição do mercúrio em todo o mundo atingiu níveis alarmantes e em muitos casos está associada à atividade de mineração.

-Impacto associado à promoção do consumo

A publicidade tornou-se uma grande indústria, cujo fundamento é a promoção do consumo. Nesse sentido, são utilizadas ferramentas psicológicas sofisticadas que levam à produção de necessidades induzidas..

Para isso, utiliza-se uma grande quantidade de recursos materiais e energéticos que implicam em impactos ambientais..

Referências

1. Bradley AH (1999) Consumerism and Environmental Policy: Moving Past Consumer Culture. Ecology Law Quarterly 26: Artigo 3
2. Castillo-González E e L De Medina-Salas (2014). Geração e composição de resíduos sólidos domésticos em pequenas localidades urbanas no estado de Veracruz, México. Rev. Int. Contam. Ambie. 30: 81-90, 2014.
3. FAO. 2018. The State of Food and Agriculture. Migração, agricultura e desenvolvimento rural. Roma. 187 P.
4. Jorgenson AK (2003). Consumo e degradação ambiental: uma análise transnacional da pegada ecológica. Problemas Sociais 50: 374-394.
5. Schteingart M. (1989). Os problemas ambientais associados ao desenvolvimento urbano na Cidade do México. Meio Ambiente e Urbanização 1: 40-50.
6. Zurrita AA, MH Badii, A Guillen, O Lugo-Serrato e JJ Aguilar-Garnica (2015) Fatores Causadores de Degradação Ambiental. Daena: International Journal of Good Conscience 10: 1-9.


Ainda sem comentários